Senge-RS (Sindicato dos Engenheiros do RS) pode estar com os dias contados dentro do CREA-RS

Senge-RS (Sindicato dos Engenheiros do RS) pode estar com os dias contados dentro do CREA-RS

Desde a “gestão” do derrotado Mélvis do PT (aquele que quer uma diretoria na CRM) que o SENGE-RS (Sindicato dos Engenheiros do RS) passou a ter um forte domínio quase que total na “administração” e políticas dos profissionais no CREA-RS.

SENGE NÃO É UMA ENTIDADE DE CLASSE

Atualmente a vice interina, também conhecida como Alice das diárias ou Alice Papa Diárias, pede a benção de tudo para o pessoal do SENGE-RS. O SENGE-RS é que manda e desmanda na Alice das diárias, e consequentemente no CREA-RS. Fato que é uma barbaridade…

A Alice das diárias ou Alice Papa Diárias é também uma das diretoras do SENGE-RS… As Sessões Plenárias acontecem sempre dentro do SENGE-RS com o monitoramento do presidente, que está sempre presente e policiando todas as ações e decisões relativas ao CREA-RS. O incrível é que 20% dos conselheiros são representantes do sindicato e seguem a sua cartilha (ordem) nas votações e nas decisões, que é um verdadeiro conflito de interesses. O CREA-RS fiscaliza, julga e pune se for o caso. Sindicato é para defender os interesses dos seus associados. A missão do CREA-RS é a fiscalização para que somente profissionais habilitados sejam responsáveis por obras e outros serviços de engenharia e agronomia, visando sempre garantir a segurança da Sociedade gaúcha. Salta aos olhos que as funções de sindicalistas e conselheiros do CREA-RS são vergonhosamente conflituosas!!!

AÇÃO POPULAR IMPETRADA NA JUSTIÇA FEDERAL PEDE O AFASTAMENTO IMEDIATO DOS CONSELHEIROS DO SENGE NO CREA-RS

Já está tramitando na 2ª Vara da Justiça Federal ação que pde o afastamento imediato dos conselheiros que também ocupam funções de diretoria do Sindicato, como o caso da vice interina, a famosa Alice das diárias ou Alice Papa Diárias, como queiram, e os demais Conselheiros, que são mais de 50 entre titulares e suplentes, que ficam cedidos e recebendo seus salários… Para nosso Estado que é “rico” isso é possível. Um Estado que encontra sérias dificuldades para manter serviços essenciais como Saúde, Educação e Segurança os mamadores sindicalistas não estão nem aí…

Uma fonte fidedigna revelou a esse jornalista que essas centenas de engenheiros agrônomos, cedidos da Corsan, CEEE, Sulgas, CRM e de Universidades para o Sindicato dos engenheiros, muitos dos quais são vistos frequentamento ótimas academias de ginástica, buscando seus filhos em colégios particulares, e outros lugares que suas mulheres não podem saber… No Sindicato que não existe nenhum controle (é o que eles querem) no ponto ou presença e ainda recebendo seus gordos salários, inclusive em dia, mamando nas tetas dos governos e nós todos cidadãos pagando através de absurdos impostos a conta dos rapazes… E o Estado falido!!! Também pudera!!! Cadê a fiscalização dos Sindicatos??? Por onde anda o Ministério do Trabalho (Delegacia Regional do Trabalho) ou MPT??? Órgãos que tanto fiscalizam e punem as empresas??? Onde estão os órgãos fiscalizadores para averiguar a situação dos funcionários do CREA-RS que estão até hoje sem assinatura do seu dissídio coletivo??? Tudo é graças a conivência do próprio SENGE-RS em relação a seus engenheiros e funcionários do CREA-RS!!! Essas são as perguntas que não querem calar!!! Em outros tempos até a Rua São Luiz estaria interditada!!! Aos amigos as benesses da Lei e aos inimigos os rigores da Lei???

Esse jornalista espera providências rigorosas do MPT, MPF, principalmente da Assembleia Legislativa que através de seus deputados tome providências em relação as indecorosas cedências dessas dezenas de “profissionais” do Estado e que ficam nos Sindicatos recebendo seus gordos salários em dia e sem trabalhar…

Os Sindicatos que devem arcar com esses custos até porque tem recursos sobrando para gastar milhões em propagando em rádios e demais veículos de comunicação… Eles que banquem esses seus protegidos e não o Estado que somos todos nós!!!

Para refrescar a memória deles: AÇÃO POPULAR Nº 5048145-29.2019.4.04.7100 – Data de autuação: 31/07/2019 – 16:00:42 – Juiz: PAULA BECK BOHN – Assunto: Exercício Profissional, Conselhos Regionais de Fiscalização Profissional e Afins, Organização Política-administrativa/Administração Pública, DIREITO ADMINISTRATIVO E OUTRAS MATÉRIAS DE DIREITO PÚBLICO – Réu: CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA – CREA-RS

Deixe um comentário

Envie um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *